Moda Para Homens: Como Guardar, Lavar e Passar o Terno!

Paletó e blazer são duas peças do guarda roupa masculino que pedem alguns cuidados especiais na hora de lavar e guardar.Na Consultoria de Imagem para empresas o tema sempre surge e todo mundo fica em dúvida do que pode e não pode fazer com o paletó.
Para ajudar, aqui vai um pequeno guia com dicas de cuidados com as peças pra que elas durem e fiquem novas por muito mais tempo.
 
Quem ensina o que fazer para conservar as peças sempre novinhas é o Alaor Chiodin da Lavanderia Wash, especializada em roupas finas.

Limpar

Nem blazer nem paletó devem ser lavados em máquina de lavar. Ambos devem ser limpos a seco. São peças normalmente confeccionadas em tecidos mais nobres e o que faz toda a diferença é o caimento. Também tem a questão da entretela que dá forma à lapela das peças. Normalmente, ela é colada ao tecido e a água pode promover o descolamento. Bolsos, mangas e colarinho requerem limpeza manual – geralmente acumulam bastante sujeira.
– Paletós e blazers jamais devem ser guardados sujos. Se estão com respingos de alimentos ou bebidas, é importante não tentar removê-los em casa, pois há risco de promover manchas ainda mais sérias e, muitas vezes, irremovíveis.
– Uma escova macia e seca pode ser utilizada para remover a poeira superficial que, muitas vezes, se acumula sobre o tecido.
– Após a limpeza a seco, o ideal é que o blazer e o paletó sequem em estufa, devidamente pendurados em cabides anatômicos. Na secadora, além do risco de desestruturar as peças, também existe a possibilidade de encolhimento.

Passar

 
– Nada de perder um blazer ou paletó com aquelas manchas brilhosas na hora de passar as roupas. Isso ocorre quando há a queimadura da costura pelo uso do ferro de passar em temperatura muito quente. É um dano irreversível ao tecido. Por isso, é preciso passar a peça na temperatura adequada e com protetores especiais, que evitam sua queimadura.
– O mesmo cuidado vale para a entretela Se ela receber um calor muito intenso, se descola e forma bolhas, que só poderão ser removidas se for trocada. Todo cuidado é pouco.

Conservar

 
Reveze o uso dos ternos, procurando não usá-los em dias seguidos. No dia em que não os utilizar, deixe-os pendurados fora do armário, para que ventilem. O mesmo vale para os blazers.
– Guarde os paletós e blazers com uma capa de TNT. Isso evita que a poeira se acumule sobre eles. O saco plástico que os reveste ajuda, apenas, no transporte da lavanderia para casa, mas deve ser logo removido. O plástico impede que o tecido “respire”.
 – Paletós e blazers devem ser pendurados em  cabides largos, anatômicos, para que não deformem. Se forem colocados em cabides finos, como das calças, poderá se formar um “bico” nos ombros. Dependendo do tempo que permanecer no cabide, esta marca só sai se a peça for lavada e passada novamente.
– Há closets iluminados e sem porta. E muitas pessoas, após se vestirem, se esquecem de apagar as luzes. A luz, caso incida por muito tempo sobre as peças, pode descorar especialmente os paletós de inverno ou de couro. Ela ‘queima’ o tecido. E não há como recuperar a cor numa simples lavagem.
Prontinho! Agora é só seguir as dicas e manter o blazer e o paletó novinhos e limpos por mais tempo!

Aproveite o carnaval pra experimentar!

Carnaval tá aí, né gente? Assim… parece que começou uma semana antes e vai terminar uma semana depois. Maravilhoso pra quem ama! Pesadelo pra quem odeia! Vida que segue, já já Março tá aí!

Eu sou do time que ama! Pra ser sincera, eu amo mais a montação que a festa em si. Amo a liberdade de ser quem eu quiser, usar o que der vontade e experimentar tudo que me seduzir! Que coisa maravilhosa!

E, porque não, todo mundo usar esses dias de licença poética carnavalesca pra experimentar umas coisinhas que tem vontade mas rola aquele medo social, sabe? Eu aprendi muito com os carnavais de montação! É legal porque durante os dias de folia, a gente pode sair de qualquer jeito. Logo, dá pra se acostumar com coisas que no dia a dia você não se sentira a vontade pra testar! Afinal, o que tem demais em sair pra almoçar com uma saia de lantejoulas se tem um unicórnio dourado comendo um risoto do seu lado, né?

Olha aí as minhas dicas pra vocês experimentarem:

1- Lingerie aparecendo

A gente já usa um top com regata cavada aqui ou acolá mas eu tô falando de elevar pro nível profissional! Tô falando de calcinha esportiva com calça baixa, sutiã de fora com camisa social, regata com decote lá no umbigo! Quer hora melhor pra testar do que durante o carnaval? Bota a lingerie pra jogo e se bater uma insegurança senta do lado da menina vestida de sereia. Ela tá com menos roupa que você e tá achando tudo lindo, tá vendo? Se joga!

2- Maquiagem

Não existe época melhor pra aprender aquele tutorial maravilhoso que você salvou em 2015 no youtube! Se errar, tem problema não! Cola umas purpurinas por cima e tá tudo certo!! Eu aprendi a usar sombra de verdade mesmo só depois de fazer olhão colorido no carnaval!! Vale testar batom azul, preto, olhão black, delineado maluco!

3- Cabelo diferentão

Quem me segue no instagram (@anapaulapedras) sabe que tô passando por transição capilar. Nesse carnaval vou sair por aí fantasiada de Betânia, testando o volume do meu cabelo maluco. É a hora de testar o topetão de um palmo de altura que você salvou no pinterest! Ou a peruca loira que você é doida pra usar! Quem sabe não vem a coragem de pintar ou cortar o cabelo?

4- Roupas espalhafatosas na vida real

Eu seeeeempre bato na tecla de usar brilho de dia e nunca vejo a galera realmente usando, sabe? Dá uma dorzinha no peito saber que ainda rola um medo de ousar. Essa é a maravilha do carnaval! Você pode ir ali na padaria usando um vestido de paetê, tênis e óculos escuros. Muito blogueira, né? Vai que você curte e coloca uns brilhinhos nesse dia a dia?

Essas são as minhas sugestões porque já funcionaram pra mim! Tem coisa que a gente bloqueia na nossa cabeça por preconceito mas depois que se acostuma passa a gostar, sabe? Pra mim essa é a melhor parte do carnaval! Testar minhas vontades e brincar de me montar! A liberdade da festa faz com que eu descubra mil coisas que gosto e não costumo colocar na minha vida por pura falta de hábito e segurança. E nada melhor do que testar nossa vontade pra afinar nosso estilo pessoal, dar uma polida em quem a gente é e quem a gente mostra pro mundo! Vamos testar e pular muito carnaval juntas? =D

Imagem Profissional em Ambiente Informal de Trabalho

Nosso ritmo de vida atual tem caminhado cada vez mais para a informalidade no ambiente de trabalho. Se antigamente sair para trabalhar era sinônimo de terno e gravata, camisa social e tailleur combinandinho, hoje em dia a história é bem diferente! Temos cada vez mais empresas com ambiente descontraído e chefes liberais. E isso acaba refletindo no dresscode de trabalho: cada vez mais informal.

Só que essa liberdade e informalidade toda pode ser um tiro no pé e acabar depondo contra sua imagem profissional. Tem que tomar cuidado pra não parecer que você está indo tomar um sorvete no parque, sabe?

É informal, tem mesa de sinuca na sala de reunião e cerveja na copa da firma mas ainda é firma. Ainda é trabalho! Então por mais que você use suas roupas mara garimpadas na net ou as brusinha de R$10 garimpadas no centrão, é bom prestar atenção nos formalizadores de look.

São esses elementinhos básicos que vão garantir uma imagem profissional, mesmo que informal! Ó eles aqui:

Adicionando essas peças à produção fica mais fácil alcançar uma imagem de confiança e mais profissional sem fugir do seu estilo próprio!