Geração Shoptime

Como qualquer criança bem educada dos anos 90, passei minha infância viciada no Ciro Bottini e toda a turma do Shoptime. Eram as maravilhas de uma vida moderna. Era um portal para as últimas tecnologias do lar.
Eu nunca quis ganhar Barbies, bonecas que trocavam fraldas ou mini cozinhas em rosa e panelinhas lilás.
Não. Meu sonho ia além.

Eu sonhava em limpar pisos e muros encardidos com a melhor máquina de pressão do mercado. Poderosa, seu jato d’água era regulável e preciso. Arrancava a sujeira mais resistente ou regava a planta mais sensível. Que sonho.
Passava noites em claro imaginando como seria ter um telefone sem fio com duas unidades, intercomunicador e secretária eletrônica DI-GI-TAL. Sem fita, enfatizava o Bottini.
Arrepio só de pensar em me comunicar com alguém em outro cômodo da casa. Ter um canal pra cada quarto. CA-DA QUAR-TO.
Todo sábado eu acordava ansiosa imaginando os furos impecáveis que eu faria com minha furadeira turbo 2000. Minha mão chegava a suar só de me imaginar parafusando prateleiras com facilidade e sem esforço.
Tapetes e sofás? Já se imaginou aspirando líquidos e pós de uma só vez? Sim, também estou ofegante. É um sonho.

Mas a melhor parte não era do Ciro. Desculpa, Bottini. A melhor parte era o TV UD.
O canal culinário do shoptime foi o primeiro reality de comida da tv brasileira. Esse sim, me prendia horas em frente à tv! E olha que os pratos eram pipoca e panqueca. Quem é Master Chef perto das waffles fofinhos que surgiam daquelas máquinas coloridas!
E se ligar agora, ganha a sanduicheira.
Eu trocava desenho animado por horas de Shoptime na tv. Era maravilhoso.

Quando surgiu o japa da informática?! AQUELE CANAL VIROU O PARAÍSO!
Eu queria morar naquele cenário! Queria viver naqueles cômodos entre furadeiras precisas, frigideiras anti aderentes e processadores 486 com entrada pra CD-ROM.
Isso era infância.
Não era essa coisa de iPad e aplicativos de hoje em dia.
Eu não queria baixar apps. EU QUERIA ELETRODOMÉSTICOS. Eu queria gravadores portáteis, agendas digitais, descascadores de batata e massageadores de pés! Eu queria lençóis estampados e travesseiros com espuma da NASA. Queria fazer meu próprio iogurte! E levá-lo pro parque na minha bolsa térmica de alça regulável e cinco bolsos que vinha de brinde!

Shoptime moldou minha personalidade. Obrigada pessoal. Vocês me fizeram nunca pedir uma Barbie de aniversário. Me fizeram completar minha caixa de ferramentas antes dos doze anos e ter manuais de instruções como leitura favorita até hoje.
Eu não sei como é a Barbie arquiteta mas sei furar parede, colocar a bucha certa pra cada broca e escolher o melhor parafuso. Eu sei.
Família Shoptime. Amo vocês.

Beijos, Ana. Uma fã.

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *