Moda Para Homens: Como Guardar, Lavar e Passar o Terno!

Paletó e blazer são duas peças do guarda roupa masculino que pedem alguns cuidados especiais na hora de lavar e guardar.Na Consultoria de Imagem para empresas o tema sempre surge e todo mundo fica em dúvida do que pode e não pode fazer com o paletó.
Para ajudar, aqui vai um pequeno guia com dicas de cuidados com as peças pra que elas durem e fiquem novas por muito mais tempo.
 
Quem ensina o que fazer para conservar as peças sempre novinhas é o Alaor Chiodin da Lavanderia Wash, especializada em roupas finas.

Limpar

Nem blazer nem paletó devem ser lavados em máquina de lavar. Ambos devem ser limpos a seco. São peças normalmente confeccionadas em tecidos mais nobres e o que faz toda a diferença é o caimento. Também tem a questão da entretela que dá forma à lapela das peças. Normalmente, ela é colada ao tecido e a água pode promover o descolamento. Bolsos, mangas e colarinho requerem limpeza manual – geralmente acumulam bastante sujeira.
– Paletós e blazers jamais devem ser guardados sujos. Se estão com respingos de alimentos ou bebidas, é importante não tentar removê-los em casa, pois há risco de promover manchas ainda mais sérias e, muitas vezes, irremovíveis.
– Uma escova macia e seca pode ser utilizada para remover a poeira superficial que, muitas vezes, se acumula sobre o tecido.
– Após a limpeza a seco, o ideal é que o blazer e o paletó sequem em estufa, devidamente pendurados em cabides anatômicos. Na secadora, além do risco de desestruturar as peças, também existe a possibilidade de encolhimento.

Passar

 
– Nada de perder um blazer ou paletó com aquelas manchas brilhosas na hora de passar as roupas. Isso ocorre quando há a queimadura da costura pelo uso do ferro de passar em temperatura muito quente. É um dano irreversível ao tecido. Por isso, é preciso passar a peça na temperatura adequada e com protetores especiais, que evitam sua queimadura.
– O mesmo cuidado vale para a entretela Se ela receber um calor muito intenso, se descola e forma bolhas, que só poderão ser removidas se for trocada. Todo cuidado é pouco.

Conservar

 
Reveze o uso dos ternos, procurando não usá-los em dias seguidos. No dia em que não os utilizar, deixe-os pendurados fora do armário, para que ventilem. O mesmo vale para os blazers.
– Guarde os paletós e blazers com uma capa de TNT. Isso evita que a poeira se acumule sobre eles. O saco plástico que os reveste ajuda, apenas, no transporte da lavanderia para casa, mas deve ser logo removido. O plástico impede que o tecido “respire”.
 – Paletós e blazers devem ser pendurados em  cabides largos, anatômicos, para que não deformem. Se forem colocados em cabides finos, como das calças, poderá se formar um “bico” nos ombros. Dependendo do tempo que permanecer no cabide, esta marca só sai se a peça for lavada e passada novamente.
– Há closets iluminados e sem porta. E muitas pessoas, após se vestirem, se esquecem de apagar as luzes. A luz, caso incida por muito tempo sobre as peças, pode descorar especialmente os paletós de inverno ou de couro. Ela ‘queima’ o tecido. E não há como recuperar a cor numa simples lavagem.
Prontinho! Agora é só seguir as dicas e manter o blazer e o paletó novinhos e limpos por mais tempo!

Como usar vestidos e saias para trabalhar

Tem uns hábitos que crescem com a gente e a gente nem questiona, já percebeu? Tipo pão com manteiga e toddy no café da manhã. Todo mundo comia isso, eu também comia isso. E eu nem gosto de leite… (mas amo pão com manteiga).

A mesma coisa acontece no nosso guarda roupa. Crescemos usando vestidinhos rodados nas festas de criança e calça/short + camiseta pra ir pra escola. Aí a gente aprende que vestido/saia não são coisas do dia a dia e calça e blusa são pra usar todo dia sim.

Só que a gente cresce e vira essa confusão no guarda roupa. Primeiro emprego e o que a gente faz? Enche o armário com um monte de calça e blusa pra trabalhar. Tudo lindo no início até o momento que você não aguenta mais usar praticamente a mesma coisa todo dia. E é aí que a gente tem que começar a olhar pro lado e desconstruir o que nosso inconsciente coletivo construiu! Dá pra usar vestidos e saias pra trabalhar no dia a dia sim! E dá pra ser prático, estiloso e confortável!

Olha os benefícios:

1- Conforto

Dá pra escolher peças soltinhas e com tecidos molinhos pra ir trabalhar. Já experimentou a liberdade de passar 8 horas sentada sem o cós da calça te apertando? Um vestido solto faz isso e ainda parece que você está de camisola trabalhando. Ô maravilha!

2- Praticidade

Um vestido já vem pronto! Não tem que combinar com outra peça então é uma coisa a menos pra se pensar às 7:00 da manhã! Yey

3- Identidade

Pra quem trabalha em ambientes formais e se sente masculinizada ou apagada com as roupas do dia a dia, os vestidos são ótimas opções pra mostrar personalidade e manter uma imagem profissional bacana.

Os modelos mais legais pra usar em ambiente de trabalho são os mais soltos e mais compridos, da linha do joelho pra baixo. Assim você fica confortável com movimentos, escadas e tudo mais!

Vale usar as saias com camisetas, regatas, camisas, jaquetas… de acordo com a formalidade de onde você trabalha.

 

Fora que é maravilhoso ter mais ideias pra ir trabalhar todo dia, né?

 

Truque definitivo para combinar estampas

Tem umas peças que ganham o mesmo destino em 90% dos guarda roupas que visito: as estampadas. Elas são responsáveis por dar vida e adicionar mais “interessância” pras donas mas acabam sendo bem menos usadas do que deveriam. Elas já vêm com muita informação e é natural que a gente acabe usando menos. Mas combinar estampas não é um bicho de sete cabeças e deixa qualquer look mais interessante!

Pra facilitar pras clientes, eu uso um truquezinho bobo que ajuda a enxergar melhor as peças estampadas e elas acabam rendendo bem mais nos guarda roupas! É um jeito muito fácil de combinar estampas e salva qualquer guarda roupa do tédio!

consultoria_imagem_usar_estampas

Quando a gente ignora que a peça é estampada, todo um leque de oportunidades se abre! O truque é escolher a cor principal e fingir que a peça é lisa, toda de uma cor só. Sem os bloqueios dos desenhos fica mais fácil pensar em complementos e formas diferentes de usar.

Enxergue a peça estampada como se fosse uma peça lisa, da cor que mais chamar atenção na estampa!

consultoria_imagem_usar_estampas_1

Quando você ignora a estampa e enxerga apenas a cor principal, fica fácil combinar as peças entre si. Você pode brincar muito a partir daí! Estampa com estampa, estampa com liso neutro, estampa com liso colorido, texturas, brilhos… Ahhh como a vida fica mais fácil! Quer apostar? Tenta e me conta o que achou!